quinta-feira, 26 de julho de 2007

De Fatos e Versões e Saias

Na semana passada isso já tinha acontecido. Ontem foi mais intenso. O desconforto de Soninha junto às colegas do Saia Justa (GNT) foi constrangedor. Sou expectadora assídua e fã do programa, já me sentindo parte daquele grupo que diverge nas opiniões, fala ao mesmo tempo, mas mantém sempre o respeito de uma por todas e de todas por cada uma.
Pois é esse respeito que faz com que ainda não tenha havido um destempero maior entre elas sobre as incompetências do governo Lula, em especial sobre o caos aéreo. Em tempo, Soninha é vereadora pelo PT.
Na quarta passada, Mônica, Maitê, Betty e Márcia davam muitas risadas sarcásticas e algumas interpretações por causa das vaias oferecidas repetidamente ao Presidente na Cerimônia de Abertura dos Jogos Panamericanos, no Maracanã. Soninha estava tensa, tentava justificar a cena como parte de gaiatice do povo e que o fato de o Presidente ter se declarado triste fosse algo natural e bom da parte dele, um ser humano sincero. Tentou e tentou ficar na defesa de Lula. Tentou com toda a persistência que lhe é peculiar. Não conseguiu. Seus argumentos eram pobres, ingênuos até. Era voz isolada.
Nesta semana, seus olhos ficaram atônitos diante das opiniões consistentes e lúcidas das demais participantes (Maitê ausente; lugar ocupado pelo psicanalista Forbes). Ela estava séria, chegava a tremer os músculos da face tensa, frente aos argumentos claros de Forbes, que sugeria a saída de vários do Governo Lula, por atitudes impróprias. Soninha realmente mostrou-se incomodada pelas lágrimas de Márcia Tiburi, depois de Betty Lago, até porque a mim pareceria natural que ela também se comovesse. Mas, não. Ela insistiu cegamente em sair em defesa do Governo, nesta semana de maneira mais sutil, dizendo que a culpa não seria somente do Governo atual, mas dos anteriores também. Tentou desfocar Lula e seu séquito da culpa por todas as mortes do vôo da TAM, pelo grave problema que vem ocorrendo nos céus do país. Pelo assassinato em massa que aconteceu na terça passada.
Desde sua entrada no programa, tento não ser preconceituosa com ela, querendo acreditar que ela pode ser uma petista iluminada e de visão. Juro que a vejo com meus olhos cheios de boa intenção de gostar dela. Mas está ficando cada mais difícil.
Por que toda essa importância pra uma jornalista/vereadora que participa de um programa de conversa informal?
Porque penso que a atitude dela reflita exatamente a de cada participante do Governo Lula.
Ela está ali para defender o Governo a qualquer custo. Independentemente do motivo. Não está ali para raciocinar, racionalizar, interessar-se pelos problemas e todos os pontos que sejam cruciais, admitindo responsabilidades e buscando verdades, para corrigir e melhorar.
Ela está ali para recusar a culpa. Para diminuir, dissipar e distribuir a culpa.
Para justificar o injustificável.
Para nos dar a certeza de que pensa que o PT e o Governo são mais importantes do que todo o Brasil.
Que pena. Vergonha. Tristeza.
Saia justíssima.

Beijos meus,
Lu

6 comentários:

Giva disse...

"Dentro desse baixo astral que tomou conta da nossa cidade, do nosso país, a gente vai levando a vidinha e assistindo na televisão o absurdo da irresponsabilidade de quem não se pronuncia. Ou, se fala, tira o corpo fora."(NR - Boleiros 26/07/07)

É isso aí!

LoLLy disse...

"Ela está ali para defender o Governo a qualquer custo. Independentemente do motivo. Não está ali para raciocinar, racionalizar, interessar-se pelos problemas e todos os pontos que sejam cruciais, admitindo responsabilidades e buscando verdades, para corrigir e melhorar.
Ela está ali para recusar a culpa. Para diminuir, dissipar e distribuir a culpa."

Não conheço um sequer que tenha feito ou vá fazer algo diferente disso...

Anônimo disse...

Olá! Permita-me expressar minha opinião sobre o seu texto.

Penso que se não conseguirmos suportar uma opinião diferente,como poderemos falar em uma sociedade justa,livre de preconceitos, de ditaduras, etc.

A Sonia Francine tem a coragem de dizer o que pensa e isto é altamente positivo, ainda que suas opiniões possam divergir de uma parte da população, o que é natural. Estranho seria se assim não o fosse.

Acho interessantíssima a presença da Sônia no 'Saia Justa", justamente por suas divergências.

Sem ela, o programa seria uma melosidade, uma puxa-saquice sem tamanho, já que as outras preferem não bater de frente com a Mônica. É só sorrisos.

A Sonia já demonstrou em outras ocasiões que não tem medo de perder o seu emprego. É assertiva, polêmica e honesta. Porisso eu a admiro.

Se a Sônia é do PT, porquê não lembrar que a Mônica é FHC?? Aquele que sucateou o nosso país, cuja corrupção ficou parcialmente oculta, pois não era tão interessante denunciá-la??

Abraços.

Vilma Rodrigues - SP

Eu não sei, você sabe? disse...

LU!!!!
Que bom que incentiva minha campanha!

Acho o programa muito legal e só não assito mais por falta de tempo/cansaço e necessidade de deixar em canal infantil.
Vi a Soninha defendendo o Lula das vaias merecidas dadas por uma parcela de população do Brasil que não é contemplada com os projetos de bolsas esmolas que o fizeram permanecer no governo.
Há tempo ele e muitos que o cercam são caso de Polícia, e o que muito me impressionou no início e que me fez desacreditar de vez, foi que não eram caso de polícia simplesmente por "crime do colarinho branco", e sim por assassinatos. Me impressionou, como me impressiona a capacidade de complacência a que cheguei a que assisto do povo brasileiro.

ah , nem entendo muito de nada disso, mas tenho um desconforto medonho...

besitos, darling!Muito bom seu texto!

tita

Clariana disse...

"Não está ali para raciocinar, racionalizar, interessar-se pelos problemas e todos os pontos que sejam cruciais, admitindo responsabilidades e buscando verdades, para corrigir e melhorar."

Acho que essa é a atitude de todos do governo Lula...

Eu não tenho tv a cabo, por isso mesmo não assisto o programa, mas me sinto desconfortável só com o seu relato...

Ah, e quanto a marte, eu acho que é perto demais!!! hehehe

Beijo enooooooooooorme, cheio de saudade!!!
=)

Anônimo disse...

DE FERNANDO (RUBROBLOG):

Lu...

Cê sabe que eu adoro o que você escreve. E sempre! Cê tem um talento prá coisa, menina... já lhe falei que, se resolver abandonar a carreira médica e tentar o jornalismo, vai se dar muito bem, né?

Mas, eu continuo sem conseguir postar comentários no seu blog. E agora? Que que eu faço?

hehehehehe

Você vai ter que copiar e colar prá mim!

A questão é que eu gosto da Soninha. A acho muito inteligente e disposta - o que é raro entre os políticos brasileiros. Acho que ela defende o governo, e ela tem mais é que fazê-lo, afinal, ela está no partido do presidente, creio eu, por acreditar que é o que melhor tem condições para ajudar a resolver os problemas do povo. Eu não gosto desse governo. E sabe qual é um dos principais motivos? Ele deixa pessoas que eu admiro em saias justas ao tentar defender o indefensável, por acreditar que isso é o melhor!

Paciência!

2010 demora, mas, chega!

Amo tu, visse?